28.8.17

O que mudou, o que eu fiz de novo?

Esse é um post sobre algumas coisas que acabaram mudando nesses anos.
O negócio é que muita coisa mudou desde que eu criei esse blog. Comecei ele quando tinha acabado de entrar na faculdade e ainda estava procurando lugar pra morar em São Paulo, por isso o nome "Meu, virei paulistana!" (que inclusive constantemente tenho dúvidas se mudo o nome do blog porque não sei se ainda se encaixa no meu eu atual).
Eu me formei no meio do ano passado (2016), depois de terminar uma única matéria que eu fiquei de DP. Entrei na faculdade com interesses diferentes, fazia muitos desenhos, usava aquarela e pendia para ilustração. Terminei gostando de arte contemporânea, fazendo TCC em fotografia e desenvolvendo questões que já trabalhava antes como hobby e não levava tão a sério.
Terminei a faculdade namorando o Raul desde 2013. Hoje em dia moramos juntos, temos um gato e o Raul é a pessoa que mais me apoia na vida.
Em 2012 eu tinha medo de quando fosse ter aula de performance, e acabou sendo uma das matérias que eu mais gostei durante todo o curso.
Desde o ano passado eu acabei conhecendo muitas pessoas que antes só via no Instagram. E criei muitas amizades legais a partir disso também. Curitiba, Recife, Belém, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e claro, de São Paulo.
Fiz trabalhos muto legais nos últimos tempos.
Fui convidada a ser modelo para um editorial da Boutique São Paulo + AngryMag e foi muito divertido!




Participei de um vídeo sobre padrões de beleza para a Insecta Shoes com mulheres maravilhosas:



Para ler mais no blog da Insecta: http://www.insectashoes.com/blog/o-que-e-seu-e-o-que-te-faz-bonita/

Participei de um vídeo para promover a exposição nova no Instituto Tomie Ohtake:



E um editorial pra Avon:



Fotos do editorial: http://eaitapronta.com.br/se-juntas-ja-causa-imagina-juntas/

Acabei me aproximando muito com a fotografia analógica desde o meu TCC, fiz ensaios e sempre carrego uma câmera comigo pra fotografar situações que acho interessantes no dia a dia. 
Participei de diversas feiras vendendo prints de fotos minhas e fiquei feliz com os feedbacks positivos e poder conseguir um dinheirinho vendendo o que eu faço e gosto.
Também faz um tempo que comecei a tatuar. Participei de um flash tattoo das minas que foi muito gratificante conhecer tantas mulheres maravilhosas e tatuar espelhos de vênus e girl power.
Inclusive fiz aula de cerâmica no Ateliê Mirai (na Vila Mariana, na rua debaixo da república que morei quando me mudei pra cá) por pouco tempo, mas pude aprender bastante coisa com a Aline e até fiz flash tattoo na Feira Blend, que ela e a Carol (do Ateliê Pitanga, que ela vende flores e arranjos) organizam com diversos expositores.
No Ateliê Mirai/Pitanga também rolou a 1ª Feira Híbryda da Plataforma Lótus (Feminismo Interseccional Asiático) + Feira Blend que eu participei vendendo prints. Foi maravilhoso conhecer mulheres asiáticas fodas com trampos incríveis!
E acho que é isso, não to lembrando de nada mais no momento, mas caso eu lembre fica pro próximo post hahaha
Espero que tenham gostado de saber um pouco mais do que aconteceu comigo durante os últimos anos, eu sei que é difícil de eu atualizar o blog e as pessoas quase não leem mais.. mas ainda gosto muito de ter um espacinho pra falar sobre as coisas :))
Beijos,








14.7.17

Julia


Oi gente! Faz um tempão que eu não posto aqui no blog, mas depois de eu receber vários feedbacks no instagram de pessoas dizendo que tem interesse em ler posts meus e vídeos também, resolvi tentar mais uma vez - pela milésima vez - reviver aqui. 
Outro dia fiz um ensaio com a minha prima, Julia, quando ela veio aqui pra são paulo passar uns dias. Tenho usado frequentemente minhas câmeras analógicas, mesmo no dia a dia levo aquelas compactas point and shoot que são leves e fáceis de tirar foto rápidas. 
Nesse ensaio usei duas câmeras, a minha Canon EOs 10 com uma lente 35-105mm e a Canon T50 com uma lente 50mm, ambas com um filme Centuria 200 vencido. 
O dia estava chuvoso e depois de vários cliques descobrimos que não podiamos fotografar lá, segundo um segurança do terminal. Apesar disso, deu pra tirar várias fotos e ficou difícil selecionar só algumas, mas essasão as que eu mais gostei. Espero que gostem!